Notícias
Ministério da Saúde faz alerta para vacinação contra febre amarela


O Ministério da Saúde emitiu um alerta nesta semana para as pessoas que ainda não se vacinaram contra a febre amarela. A preocupação é maior com a população que vive nas regiões Sul e Sudeste do país, onde especialistas detectaram a morte de 38 macacos contaminados pela doença no Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

De acordo com dados do governo, de julho de 2019 a 8 de janeiro deste ano, 327 casos suspeitos da doença foram registrados regiões no Brasil. Desses, 80 casos estão sob investigação e um já teve resultado positivo para febre amarela.

O público-alvo para vacinação inclui desde crianças a partir de 9 meses de vida até pessoas com 59 anos de idade que não tenham comprovante de vacinação. Neste ano, as crianças passam a receber um reforço da vacinação aos 4 anos de idade.

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por vetores artrópodes, que possui dois ciclos epidemiológicos distintos de transmissão: silvestre e urbano. Reveste-se da maior importância epidemiológica por sua gravidade clínica e elevado potencial de disseminação em áreas urbanas infestadas por Aedes aegypti.

No Estado de São Paulo todos municípios têm recomendação de vacinação para Febre Amarela. A vacina contra a febre amarela está no Calendário Nacional de Vacinação e é distribuída mensalmente aos estados. No ano passado, mais de 16 milhões de doses da vacina foram distribuídas para todo o país. 



Central de atendimento (11) 4185-7600 | Fale conosco - SAU (11) 4185-7693
Hospital Geral de Carapicuíba | Rua da Pedreira, 95
Parque José Alexandre - Carapicuíba/SP