Notícias
Dia Nacional da Imunização reforça importância das vacinas


Devido à pandemia de Covid-19, a vacinação contra a doença em evidência. Porém, uma série de outras patologias também podem ser controladas por meio da imunização. 

O dia 9 de junho foi escolhido para marcar o Dia Nacional da Imunização, a data busca conscientizar sobre importância da vacinação para a saúde individual e coletiva, criando um sistema de defesa pessoal e impedindo a disseminação de doenças. “Ao entrarem no organismo, as vacinas, que possuem moléculas mortas ou atenuadas, fazem com o que o sistema imunológico reaja e produza os anticorpos necessários à defesa contra os agentes, o que torna o corpo imune a eles e às doenças que eles causam”, destaca o Ministério da Saúde.

Plano Nacional de Imunização

O Brasil conta com um grande programa para vacinação com abrangência nacional e reconhecimento mundial. Por meio do PNI (Plano Nacional de Imunização), mais de 300 milhões de doses de vacinas, soros e imunoglobulinas são administradas todos os anos, conforme informações do Ministério da Saúde.

Criado em 1973, o plano foi essencial para a erradicação da pólio e da varíola no país, além da diminuição de mortes e casos de sarampo, rubéola, tétano, difteria e coqueluche.

Os calendários de vacinação são estabelecidos de acordo com a vulnerabilidade, o risco e a situação epidemiológica de cada grupo. A divisão é feita entre crianças, adultos, gestantes, idosos e povos indígenas. 

Gripe

Neste momento, o calendário de vacinação tem como foco a campanha contra a gripe, a imunização acontece anualmente e é fundamental para evitar casos da doença. De acordo com o Governo do Estado de São Paulo, em 2020, o estado contabilizou 809 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 119 mortes relacionados à Influenza.

Em meio à pandemia, a campanha torna-se ainda mais relevante, uma vez que o coronavírus e a gripe possuem sintomas em comum, podendo gerar confusão entre as doenças.

É importante ressaltar que a vacinação contra a Covid-19 deve ser priorizada e o intervalo de, no mínimo, 14 dias entre as vacinas precisa ser respeitado para receber o imunizante contra a gripe.

No estado de São Paulo, o plano de vacinação contra a gripe está dividido em três etapas. Confira o cronograma aqui



Central de atendimento (11) 4185-7600 | Fale conosco - SAU (11) 4185-7693
Hospital Geral de Carapicuíba | Rua da Pedreira, 95
Parque José Alexandre - Carapicuíba/SP